2013

Aprendemos que, por pior que seja um problema ou situação, sempre existe uma saída. E que é bobagem fugir das dificuldades. Mais cedo ou mais tarde, será preciso tirar as pedras do caminho para conseguir avançar.

Aprendemos que, heróis não são aqueles que realizam obras notáveis. Mas os que fizeram o que foi necessário para essa realização.

Aprendemos que, ao invés de ficar esperando alguém nos trazer flores, é melhor plantar um jardim.

Aprendemos que cabe a nós a tarefa de apostar nos nossos talentos e realizar os nossos sonhos.

Aprendemos que, o que faz diferença não é o que temos na vida, mas QUEM... nós temos.

Aprendemos que o tempo é precioso e não volta atrás. Mas mesmo assim, vale a pena resgatar o passado e viver as emoções do presente.


O nosso futuro ainda está por vir. Então devemos descruzar os braços e vencer o medo de partir em busca dos nossos sonhos


“Confie em você e no seu potencial, tire as suas idéias da gaveta e coloque-as em pratica!”


PROFª ROGÉRIA TELES


sábado, 2 de abril de 2011

PROF. MANUEL PEREIRA DE GODOY, SEMPRE A FRENTE DO SEU TEMPO!

              Já   nos   anos   50  e  60,   o   nosso   querido  professor  exibia  exemplos   de   vanguarda,   antecipando   a   tão     falada
"Progressão Continuada", também conhecida como  "Aprovação Automática".

Veja no trecho abaixo, enviado pelo ex-aluno
Fernando Ramos (Nano):


“Nota 10”

  Provavelmente nosso antigo I.E.P (que também já foi “ Escola Normal “), viveu varias épocas douradas, mas eu só vivenciei as das décadas de 50 e 60 (puxa me senti velho, enfim...).

  Nessa época o curso mais “ puxado “ era o do científico, com matérias que amedrontavam a todos, História Natural ( depois Biologia ), Química, Física, Geometria, Matemática, etc.

  Certa vez o então professor de Biologia, prof. Manuel Godoy, reprovou parte de uma turma do científico na qual fazia parte o filho do diretor na época.

  Com isso esse diretor chamou o prof. Manoel Godoy para uma conversa onde praticamente impôs a aprovação dos alunos.

  A partir dessa data, numa forma de protesto, o prof. Manoel Godoy passou a dar nota “10” a todos os alunos.

  Embora aplicasse as provas e as corrigisse, na média do mês ou do bimestre sempre aparecia “10”.

  Lembro-me de suas famosas chamadas orais quando não sabíamos o ponto, ele dizia: “Você que é feliz, quanto menos se sabe mais feliz se é!”.

  Muitos, como eu, nunca falou em casa como essas notas “10” em Biologia eram obtidas.

 
EQUIPE E E PIRASSUNUNGA

quinta-feira, 31 de março de 2011

CAMISETA COMEMORATIVA

      Em comemoração ao Centenário, a E E Pirassununga confeccionou  as seguintes camisetas:

(Obs: desenho bordado)

 
CORESBranca ou preta (100% algodão)





MALHA- 100% algodão

 TAMANHOP, M e G


PREÇOS  -


Gola Pólo - R$ 35,00


Sem gola -  R$ 30,00


Para adquiri-las enviar ao email:  ee.pirassununga@gmail.com

seu nome, telefone, cor e tamanho desejado.


COMISSÃO ORGANIZADORA E  DIREÇÃO 
E E PIRASSUNUNGA.

terça-feira, 29 de março de 2011

TRAQUINAGENS

Não adianta forçar a barra

Precipitar o grito

Antecipar o gesto

O acerto pode ser incerto

Mas o erro tem que ser exato.

  Na década de 60, alguns alunos (parece que foram 02), cansados de assistir aula, tramaram uma traquinagem para que as aulas fossem suspensas.

   Dito e feito aulas suspensas.

  Esses dois garotões, que ainda hoje residem em Pirassununga, compraram 01 saco de “vermelhão” (tipo de pó para dar coloração em piso de cimento), e despejaram na caixa d'água (“isso na calada da noite " ).

  No dia seguinte banheiros lacrados.

Aliás, a caixa d água a que me refiro ficava entre prédio velho e galpão (perto do labarotório de química).

O final da história dá para se imaginar.

  Quem se lembra dos autores dessa “traquinagem”?

Colaboração de Fernando Ramos

Adolescentes são adolescentes!

Não importa em qual década viveram...

O que realmente importa é o quanto viveram!

Equipe E E Pirassununga



1950 a 1960: SAUDADES, FATOS e FOTOS - II

A vida é uma viagem a três estações:
ação,
experiência
e
recordação.



Foto aérea da praça da Bandeira em 1950.
Dedé Sundfeld



1954


Formatura 1954
 Teresinha Tuckmantel




Turma da  1ª Série Ginasial
desfilando no aniversário do IEP em 1959.
 Valdair da Conceição Vieira Pozzatti

Vice-diretor: Prof. Arnaldo Duarte de Oliveira-1960

domingo, 27 de março de 2011

CURSOS CLÁSSICO E CIENTÍFICO

"Que de  ciências,  então, me ofereceste! Era o caminho, o rumo, sim, foi este o raiar de jornadas  de  pesquisas, que a evolução do mundo me autorizas manejá-las   em  ricas  descobertas, conquistas  de progresso que me ofertas".

Alunos que concluíram o Curso Clássico



Em 1944-Oscar Ebner.


Em 1945-Salim Sedeh e Mauro de Souza Domingues.

Em 1946-Maria Apparecida Assef.



Primeira turma de formandos no ano de 1941

Atletas do Instituto de Educação de  1942

  No Intercolegial, conseguiram os honrosos títulos de campeões de atletismo masculino e o de equipe campeã geral.
  Ao centro o Prof. Emílio Simonetti (Diretor) e o Sr. Belarmino Del Nero (Prefeito Municipal).


Duas poderosas equipes de "uolibol" do Instituto
Ao centro Profª Lidia Del Nero e
Prof. Edirez da Silva Peres

Turma de 1949

Alcides Franco de Oliveira, Álvaro de Queiroz Franco, Arnaldo Pereira, Cloves Pedroso de Campos. Cydeneo Antônio Urban. Darcy Franco da Silveira, Décio Fortes Denunci, Edward Elias de Souza, Firmiano Pacheco de Arruda, Geraldo Aparecido Corrêa, Heitor Franco de Oliveira, Itazil Donadel, João Adalr da Costa Oliveira, João Baptista Pedroso de Campos, José Pulici, Luiz Roberto de Fiore, Ney Guiguer, Pedro Zaninetti Filho, Roberto Rodrigues, Roque Pasta e Valentim Pereira Valente Filho.

Geni Oliveira Barbosa, Odette Wegmuller e Wilma Habermann.

Turma de 1950


Benedicto Teixeira, Gilberto de Lima Roggeri, José Francisco Ribeiro, Ornar Marra, Pedro dos Santos Tatoni e Lilian Leone Moore.

Turma  d e  1951
Antônio Carlos Mattoso Segato, Augusto Guelli Netto, Dante José Pozzi, Fausto Victorelli, João Henrique Zanatta, José Hildebrando Todescan, José Rodrigues Palhares Filho, Luiz Gonzaga Valsecchi, Mauro Mendes Moraes, Mozart Baggio, Renato Teixeira, Ronaldo Luiz Donadel, Walter de Andrade e Geralda Bueno Carpes.
 
Turma de 1952

Uma   equipe   infanto-juvenil  de "Bola ao Cesto"
Adaylton Jorge Haither, Antônio Nilson Braga, Aylton Valsechi, Celso Zoéga Táboas, Danilo de Fiore Carvalho, Ersio Lensi, José Maurilio Mendes da Silva, Leonaldo Zornoff, Luiz Antônio Todescan, Mário Pulici, Nelson Costa e Nilson Guiguer.



Daisy dos Santos Barbosa e Yacy Roveroni.

Turma de 1953


Agostinho Deperon, Gregorio Macarenco, Jayme Telles Cabral, Manoel Adolfo Silveira Vasconcellos, Mauri Alberto João, Sérgio Rodrigues Alves e Wladimir Valler.

Maria Ursulina Jacomelli, Marilia da Silva Pares e Umbelina Borges.

Grupo  formado nas  escadarias da  Escola,
 quando esta passou   a  Instituto de Educação, em  1953.
No centro o então Deputado Estadual, Sr. Asdrúbal de Cunha, que muito lutou por essa transformação.
 
 
Turma de 1954
 

Armando Marcatto, Arnaldo de Campos Del Nero, Dalcio

Haiter, Daud João, Guaracy Carlos da Silva, Jessé  Peres,

José Ângelo Gapello Fonseca,   José Pedro Bonacim, José

Roberto Gonzaga   Emerson,   Luiz   Carlos  Cabianca,

Mercedo Maialli, Reynaldo Antônio Bragagnolo, Sebastião

Ângelo  Tognolli, Silvio Del Nero e Walter  Paganotto.

 
Dalva Rosim, Irene Araium e Lizette Wegmuller.


Turma de 1955


Amaury Torres de Miranda, Dewel Lomonoco Braga,

Francisco Fernando Zaninetti, Henrique Octaoilio Franco dos

Reis, Isnaldo Cera, José Gualberto Legaspe Vieira, Manoel

Vieira Fernandes, Walter da Luz Santos e Jandira Coelho.


Turma de 1956


Arnaldo Celso Augusto, Benedicto Nicotero Filho, Godofredo

Renato Medu-na Pignataro, Ivan Claiton de Oliveira, José

Fortes Denunci, José João Filho, José Peres Júnior, Luiz

Cláudio Albers, Luiz Maria Saraiva de Campos e Marilda

Pereira dos Santos.


Uma equipe feminina de "bola ao cesto", em 1956.

De pé, da esquerda para a direita: Marilda de Abreu, Maria Cecília Vieira de Moraes, Marilda Pereira dos Santos, Marta Vasconcelos e Maura de Abreu.
Agachadas, na mesma ordem: Maria Neusa Fontanari, Eda Zini, Maria de Lourdes Zaniboni, Lília Helena Alcântara e Maria José dos Santos Moraes


Turma de 1957



Benedito Galvão do Carmo Colognesi, Benedito Jonas Villas Boas Cunha, Deo-nizio Gravena, Lister Aparecido de Assis, Paulo Henrique Fernandes Chaves e Maria do Carmo Pinheiro.


Turma de 1958



Antônio Carlos Bueno Barbosa, Armando Hipolito, Fraterno Vieira, Gilberto João, João Henrique Alvares, João Natal Previero, José Carlos Freire da Rocha, José Octávio Avoglio, Kleber José Whitacker, Luiz Gonzaga Mendes Vilasboas, Orivaldo Calhiarani e Weimar Freire da Rocha.



Anna Mirian Spoljarick e Zilma Pinheiro.


 
Turma de 1959


 
Antoninho Jesus Oliveira, Antônio Aparecido Maialli, Carlos Mariano Fernandes, Casemiro dos Santos Molina Júnior, Carlos Humberto de Oliveira Pinto, Clovis Pinto, Dorival Aparecido Pires, Edgar Fernando Colombo, Edson Fernandes, Flavio de Oliveira Costa, Franklin Leite Rodrigues, João Baptista Bueno Barbosa, José Carlos Martinon, Plácido Zoéga Táboas e Sebastião Antônio de Araújo Silva.



.Angela Lúcia Dias Bonafé, Geórgia Maria Torres Hollanda, Maria Aparecida Caetano, Maria Ignes Mendes Gritti, Maria Rosa Sacco, Otilia dos Santos Malva, Teresinha Valério Milaré e Valdiléia de Oliveira.





 
Turma de  1960

Antônio Fernando Bertazzo, Celso Dias, Edson José Bolito, José Binotti, José Carlos Gomes Colombo, José Carlos Leme Franco Guimarães, José Francisco de Oliveira, José Gilberto Bermudes, Milton Cleoton Rosa, Nabor José de Andrade Neto, Nelson Baptistella, Nilson Fontanari, Paulo de Tarso de Barros Ferraz, Rivail Sérgio Martins, Roberto Baptistella, Roberto Fernandes e Waldir trevisan



Ednete Beleza do Nascimento, Ebe Ercilia Pacini Salzano, Giselda Maria Valsecchi, Maria Cecília Saraiva da Silva, Maria Izabel Silveira Braga, Maria Olga Cheffer, Marilia de Dirceu dos Santos, Odila Apparecida Fuzaro e Zilda Araium.