2013

Aprendemos que, por pior que seja um problema ou situação, sempre existe uma saída. E que é bobagem fugir das dificuldades. Mais cedo ou mais tarde, será preciso tirar as pedras do caminho para conseguir avançar.

Aprendemos que, heróis não são aqueles que realizam obras notáveis. Mas os que fizeram o que foi necessário para essa realização.

Aprendemos que, ao invés de ficar esperando alguém nos trazer flores, é melhor plantar um jardim.

Aprendemos que cabe a nós a tarefa de apostar nos nossos talentos e realizar os nossos sonhos.

Aprendemos que, o que faz diferença não é o que temos na vida, mas QUEM... nós temos.

Aprendemos que o tempo é precioso e não volta atrás. Mas mesmo assim, vale a pena resgatar o passado e viver as emoções do presente.


O nosso futuro ainda está por vir. Então devemos descruzar os braços e vencer o medo de partir em busca dos nossos sonhos


“Confie em você e no seu potencial, tire as suas idéias da gaveta e coloque-as em pratica!”


PROFª ROGÉRIA TELES


quinta-feira, 11 de agosto de 2011

LEI TORNA ENSINO DE MÚSICA OBRIGATÓRIO NAS ESCOLAS

      Cantos, ritmos e sons de instrumentos regionais e folclóricos - a música vai invadir salas, pátios e jardins das escolas do país.
A disciplina defendida por um dos mais talentosos maestros brasileiros, Heitor Villa-Lobos (1887-1959), volta a ser obrigatória na grade curricular dos ensinos fundamental e médio.

      Para especialistas, a aprovação da Lei nº 11.769 em agosto de 2008, significa uma formação mais  humanística dos estudantes, na qual serão desenvolvidas habilidades motoras, de concentração e a capacidade de trabalhar em grupo, de ouvir e de respeitar o outro.



     A partir de agosto 3,6 mil alunos da rede municipal terão aulas de música, e esse aprendizado passará a fazer parte da rotina de nossas crianças do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, informou o Secretário  Municipal da Educação, Prof. Orlando Bastos Bomfim, conforme notícia publicada pelo jornal “O Movimento”.
    O Ministério da Educação recomenda que, além das noções básicas de música, dos cantos cívicos nacionais e dos sons de instrumentos de orquestra, os alunos aprendam cantos, ritmos, danças e sons de instrumentos regionais e folclóricos, para assim, conhecerem a  diversidade cultural do Brasil.


O Trenzinho do Caipira

video

   Conclui-se, portanto, que Heitor Villa-Lobos, o introdutor do ensino da Música e do Canto Orfeônico nas escolas brasileiras, já no longínquo ano de 1946 defendia uma educação  multidisciplinar visando o aluno de maneira holística.


   E um de seus mais capacitados discípulos, Prof. Walmor Urban, aqui em nosso Instituto de Educação Pirassununga, por vários anos pôs em prática esses ensinamentos.


Colaboração Suzana B de Miranda
Fotos e Vídeo Heitor Villa-Lobos Portal Luis Nassif
Postagem: Profª Rogéria Teles




Um comentário:

Suzana disse...

A citação "... informou o Secretário Municipal da Educação, Prof. Orlando Bastos Bomfim, conforme notícia publicada pelo jornal “O Movimento” refere-se à edição de 27.04.2011.